Search
  • Segundo Corte

Ep 02 - MANCHESTER À BEIRA-MAR

Writ / Direct : Kenneth Lonergan

E a incrível editora: Jennifer Lame (Marriage Story | Midsommar | Hereditary)


Screenplay: http://scriptfest.com/home/wp-content/uploads/2017/01/MANCHESTER-BY-THE-SEA.pdf


O filme tem uma narrativa bastante linear e acompanha a evolução de um personagem. Mas na realidade a história parece sobre luto e o tempo. Como se os personagens principais fossem o tempo e a perda. Em termos Morais eu entendo uma ideia de que o tempo não cura as coisas...

Pontos da edição brilhante dessa mulher:

Com cortes confusos propositalmente, e com ideias fixas, o personagem por diversas vezes está posicionado como que fechado entre caixas. Morto,

Temos muitos pulos e REVERSE, além de Over the Shoulder parecem ser propositadamente confusos e tortos. Pode ser uma impressão, mas é' possível notar muitos dutch angle em diversos momentos. E, se formos pensar na jornada do personagem, daria pra forçar um pouco e entender essas como escolhas. Porém, ao final, isso se dilui e até corrige o angulo, na mesma simbologia do 3Billboards.


Cenas analisada:

Cena do hospital: (pq 11) super confusão de troca do Axis da linha de ação!

No estilo Scorsese e Tarantino, quando usam a quebra da regra-180 do axis para ajudar a história.


Outra cena que vale a atenção é aos 1:31:20 na cena do Basement. Aqui temos um push-out para revelar o personagem. E fica marcado com as flores nos 3 frames da JANELAS ao fundo. E esse símbolo: Janela e os porta-retratos fazem um diálogo com a evolução de toda a história desses personagens.

A Fotografia do Filme é bem acurada com as estações do ano. E o fato de o filme ser sobre a passagem do tempo, temos essa ideia de que o inverno termina quando as cores se ajeitam.


Alguns Destaques: O uso brilhante de 3 pontos de depth somado aos Diálogo awkward.

Alguns Frames:

Dicas:

Duca - https://music.apple.com/us/album/on-an-island/159841423

Reinecken -  conta do Twitter: @RealTimeWWII

©2020 - uma PARCERIA entre